Menu

Jovens

O Maior Valor

Já é tempo de pararmos de viver nossas vidas aceitando os conceitos deste mundo.

Jesus disse claramente que “(…) o mundo jaz no maligno” (1 João 5:19), por isso, nenhum valor deste mundo pode ter lugar no seu coração.

Se você quer viver uma vida para agradar a Deus, pare de achar que não tem importância você viver e aceitar certas práticas tidas como ‘normais’ em nossos dias. Deus te deu a plena condição de dominar a sua carne, pelo Espírito Santo. Se entregue a Ele e todo desejo da sua carne terá de se submeter ao domínio do Espírito Santo. Como diz em Gálatas 5:16: “ Andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne”.

As pessoas que não conhecem a Deus não servem de exemplo para você, pois o que elas aparentam ser não é a realidade do seu coração. Nenhum valor deste mundo pode te dar o que Deus te oferece de graça.

Jesus, a todo o momento, pelo Espírito, está nos chamando a viver uma vida em que todo o nosso procedimento seja santo, ou seja, separado para Ele.

Não viva ansioso por coisa alguma. Você não tem que se preocupar com namoro, casamento, dinheiro, aparência, amigos, trabalho, estudo, pois, quando o maior valor em sua vida, de verdade, lá no seu coração, e não só de boca, for realmente Jesus, tudo te será acrescentado, infinitamente mais do que você possa até ter imaginado!

Eu posso te dizer que é totalmente possível viver uma vida em que o maior valor é Jesus. Quando você vive assim, não importa a situação que você passe na vida, você vai ter a plena certeza de que Deus tem a solução para todo e qualquer problema, porque certamente Ele tem cuidado de cada um de seus filhos.

Seu problema não são seus pais, nem a falta de dinheiro ou a fartura dele. Seu problema não é sua aparência ou falta de namorado(a). Seu problema não é a falta de vontade para estudar ou trabalhar. Seu problema, jovem, é não colocar Deus como o maior valor em sua vida.

Quando você fizer isso, tenho certeza de que tudo mudará para você, não de uma vez, mas, como um caminho que nos leva a uma vida eterna na presença de Deus, você dia-a-dia experimentará que não existe vida sem a presença real de Deus em você, falando com você, cuidando de você e dirigindo cada passo da sua vida.

Tempos atrás eu ganhei um presente de significativo valor financeiro e eu, no coração, fiquei um pouco atrapalhada achando se aquilo seria certo ou não.

E Deus me disse que aquele bem não tinha valor algum para Ele, que aquilo em nada mudaria o meu relacionamento com Ele, porque o maior valor na minha vida não era o dinheiro, ou o carro novo, ou a roupa cara ou uma joia, valores que aos olhos desse mundo trazem felicidade, o maior valor na minha vida era e é Jesus.

Quando você, de coração, parar de buscar a Deus por aquilo que Ele pode te dar, é aí que Ele terá condições de Se mostrar a você como um Pai amoroso e que tem interesse em todos os detalhes da nossa vida.

Viver a vida em busca dos  valores deste mundo não te dará a paz no coração que só Deus pode te dar, Jesus disse: “Porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela” – Mateus 7:14.

Mas que você, jovem, seja exatamente este que decide, no coração, entrar pela porta estreita e única que conduz para a Vida, e vida que durará para a eternidade.

Todos os valores deste mundo passarão e o que vai permanecer são os valores eternos que Deus coloca no seu coração quando você pratica o que Ele diz no seu dia-a-dia.

Michelle Rezende Rosa

Testemunhos (escritos)

Tatiane Gomes da Silva

Oi, meu nome é Tatiane. Quero contar para vocês uma experiência que tive um tempo atrás que foi algo muito bom para mim e sei que será também para vocês, principalmente você que é jovem e que está na fase de decisões e sérias escolhas que levará por toda a vida aqui na Terra. Espero que meu testemunho possa incentivar você, jovem, a buscar mais a Deus e ter intimidade com Ele para que o Espírito Santo possa te mostrar qual a perfeita vontade do Pai para a sua vida.

Há pouco mais de um ano eu comecei a trabalhar em obediência à voz do Espírito que me disse claramente o que deveria fazer. Depois de alguns meses, veio a provisão financeira como fruto do trabalho, como diz em 1 Timóteo 5:18 “O trabalhador é digno do seu salário”. Porém, quando comecei a receber meu salário, juntamente com o dinheiro veio a responsabilidade de como gastá-lo.

Então, sem direção de Deus, eu não perguntei a Ele o que deveria fazer com o dinheiro e comecei a fazer tudo da minha própria cabeça. Eu pensei: “Já que agora eu tenho dinheiro eu vou fazer isso, isso e isso que eu sempre quis fazer e nunca tive condição. Deus está me dando a oportunidade de fazer tudo o que sempre quis.” Mas acontece que eu me deixei levar por mim mesma. Aquele procedimento estava todo errado, pois estava vivendo só para satisfazer o que eu sempre desejei, porque EU queria, porque EU decidi e não era para ter feito nada daquilo que fiz. Algumas dessas coisas eu acabei fazendo mesmo, mas graças a Deus eu não fui até o final, como diz na parábola do Filho Pródigo, um dia ele caiu em si e eu também.

A questão aqui é a seguinte: eu achei que, por ter a condição financeira, eu poderia dali em diante fazer tudo sem direção de Deus, dando aquela “desculpa” que já que Deus estava me abençoando com o dinheiro, então eu poderia fazer tudo que eu quisesse dali em diante.  Por exemplo, eu queria tirar carteira de motorista e depois estudar, entrar numa faculdade…e vários e vários planos, sem Deus ter me falado para fazer, sem ter ouvido o Espírito Santo me conduzindo para aquelas direções. Eu mesma, por ter a condição financeira, estava decidindo minha vida e pedindo para Deus me abençoar nas minhas próprias escolhas.

Quando nós oramos em línguas, o Espírito Santo intercede por nós e Ele é quem conhece as nossas reais necessidades, Ele sabe do que eu preciso. Não sou eu que tenho a condição de decidir minha vida, pois Deus é quem conhece e quer suprir as minhas reais necessidades.

Em tudo o que eu fiz, naqueles momentos sem direção do Espírito Santo, eu não fui bem sucedida. No Salmo 1, Deus nos aconselha que o jovem que não anda no conselho dos ímpios ou no próprio conselho, mas decide andar no conselho do Senhor, esse sim será bem sucedido no que realizar.

As minhas decisões só me trouxeram angústia e decepção. Por exemplo, no exame para tirar carteira de motorista eu fiz tudo errado, estava preocupada com um monte de coisas e fui reprovada, mas mesmo naquele momento eu clamei no meu coração pelo socorro do meu Deus e Ele, dias antes desse exame, me disse: “Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte” (Provérbios 14:12) e também me disse no dia do exame em Salmo 119:99 “Compreendo mais do que todos os meus mestres, porque medito nos teus testemunhos!”.

E eu achei que Deus estava me dizendo isso para aquele momento, que se eu repetisse o exame então passaria, mas eu entendi que eu não precisava de nada desse mundo, de sabedoria desse mundo. A minha real necessidade era conhecer a Ele em mais intimidade, que então Ele me mostraria o que deveria fazer na minha vida, descobrindo a perfeita vontade do meu Pai.

Depois de ouvir esta instrução do Espírito Santo, Deus usou mais duas pessoas para conversarem comigo, confirmando o que Ele estava me instruindo e foi muito bom ver o cuidado de Deus comigo.

É bom lembrar que Salmo 42:7 diz que “Um abismo chama outro abismo” e aquele caminho de viver minha vida só pelos meus desejos e vontades não me traria nenhuma vida. Naqueles momentos em que fui tomando minhas decisões, veio depois o medo de decepcionar pessoas, principalmente da minha família, que tinham colocado toda uma expectativa naquilo que decidi fazer, mas quando decidimos por seguir a direção do Espírito, não podemos temer nada, nem a reação de ninguém. Temos sempre de fazer a escolha de obedecer a Deus, pois tudo que fazemos em nossas vidas sem a direção de Deus, existem conseqüências. No meu caso, até uma enfermidade voltou a aparecer no meu corpo, por causa do meu procedimento fora da Palavra e que depois teve de ir embora também porque a Palavra do nosso Deus é sempre verdadeira e fiel.

Nos últimos meses, eu tenho aprendido a ter uma intimidade com Deus que eu nunca tive. Eu aceitei Jesus com 12 anos e hoje estou com 28 e poder experimentar o cuidado de Deus por nós é incomparável. Por um momento, eu saí daquele caminho de paz e vida que Deus tinha para mim, mas eu decidi voltar e agradeci a Deus por tudo o que Ele é e tem feito por mim.

Por obedecer a Deus, o Espírito Santo teve condições de me ensinar sobre outras áreas nas quais eu não tinha experiência, como da ajuda a outros irmãos. Se eu não tivesse parado com aquela busca de fazer meus desejos e vontades, eu não teria condição de ajudar as pessoas como Deus queria que eu fizesse, podendo usar minha vida para suprir as necessidades de outros.

A você jovem, adolescente, ou criança, saibam que enquanto viverem nesta Terra, vocês terão escolhas a serem feitas, mas a principal delas e da qual depende a sua vida é: escolha buscar a Deus, ter intimidade com Ele. Em Eclesiastes 11:9 temos um maravilhoso conselho:

“Jovem, alegra-te na tua juventude, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade; anda pelos caminhos que satisfazem ao teu coração e agradam aos teus olhos; sabe, porém, que de todas estas coisas Deus te pedirá contas.”

Podemos andar nesta Terra para somente satisfazer nossos desejos, mas Deus nos pedirá contas dos nossos procedimentos. Não leve sua vida achando que você não deve satisfação a nada, nem a ninguém. Eu também vivia desse jeito, mas no dia em que compreendi que darei contas a Deus daquilo que faço, passei a vigiar meu andar, passando a ter temor do Senhor. Se você escolher viver assim, jovem, você será feliz nesta Terra. Procure agradar ao Senhor seu Deus com a sua vida, ter intimidade com Ele e Ele certamente te mostrará a perfeita vontade para a sua vida.

Tatiane Gomes da Silva
Belo Horizonte/MG


Danielle e Luis Gustavo Bellini (Novo)

Meu nome é Danielle Bellini e tenho grande prazer em estar aqui contando o que o Senhor Jesus tem feito por mim.

Estive meditando no livro de Daniel nesses últimos dias e observei como Deus é fiel e como Ele é o mesmo eternamente.  A Palavra de Deus é segura e firme por todas as gerações. Quem confiou em Deus nunca foi envergonhado. O nosso irmão Daniel sofreu perseguições, mas não se dobrou diante daqueles deuses. Ele confiou que  Deus era poderoso para livrá-lo até da boca do leão e os reis reconheceram que o Deus de Daniel era o verdadeiro Deus.

“Disse o rei a Daniel: Certamente o vosso Deus é o Deus dos deuses, e o Senhor dos reis, e o revelador de mistérios, pois pudeste revelar este mistério”(Daniel 2:47).

Daniel e seus amigos eram cheios da presença de Deus e isso se expandia, se alastrava para todas as áreas da vida deles. Quando o rei chamou os quatro para os conhecerem entre todos os jovens que foram escolhidos, não se achou outros como Daniel e seus amigos “sobre toda matéria de sabedoria e inteligência sobre o que o rei lhes fez perguntas, os achou dez vezes mais doutos do que todos os magos e encantadores que havia em todo o seu reino” (Daniel 1: 19 e 20).

Essa introdução é para descrever o que aconteceu comigo nesse último ano de 2009. Já contei para vocês no testemunho anterior publicado aqui no site que, quando conheci o meu marido, fiquei maravilhada com o que Deus tinha feito, pois Gustavo tinha a mesma profissão que a minha. Eu sou Decoradora e ele é Arquiteto e hoje juntos podemos exaltar o nome do nosso Deus através da nossa profissão. Vou dizer para vocês como isso é possível.

Em 2008, eu e Gustavo ficamos entre o melhores profissionais da área de construção no nosso Estado, ganhando um prêmio de destaque e uma viagem para o exterior. Por esse prêmio, fomos convidados a participar de um evento chamado “Casa Cor” onde eles distribuem os ambientes para cada profissional mostrar seu trabalho e fomos contemplados com os “Banheiros públicos, hall e fachada”.

No final do ano, participamos de um concurso que a Deca, uma marca de louças e metais, promove há 14 anos premiando os projetos de todo país em duas categorias: regional e nacional. Esse concurso é muito divulgado na minha área por causa da propaganda que é feita e por causa da premiação.

Então, eu me lembro bem no dia que comecei a desenhar e criar o projeto para os ambientes, eu fiquei orando em línguas e pedindo a Deus que me ajudasse na criação e as idéias começaram a surgir. Em dois dias eu estava com tudo pronto, com toda a composição de cores e texturas, tudo feito e fui atrás dos fornecedores. Quando cheguei na loja de iluminação, a vendedora me disse: “Você desenvolveu rápido demais o projeto. Como você foi a primeira que trouxe os desenhos, vou te mostrar todos os lançamentos e você pode escolher o que desejar para colocarmos no projeto”. Então, eu escolhi uma iluminação chamada Led que trocava de cores quatro vezes e ficava bem na entrada do ambiente e que fez um grande diferencial ao projeto.

E assim sucedeu com outros fornecedores. Consegui peças exclusivas!  Deus me deu graça diante daquelas pessoas. Tudo do meu ambiente, lembrando que eram dois banheiros, o hall e uma fachada, todo o material eu consegui de graça, não precisei bancar nada!

As pessoas gostaram muito do projeto. Até materiais básicos como cimento, canos, areia eu consegui, são materiais que ninguém quer dar pois não aparecem e eu ganhei tudo. E então, no dia 2 de dezembro, teve a premiação do concurso da Deca. A festa é muito chique onde os melhores arquitetos de todo país vão e saem até em revistas.

E para surpresa de todos, Gustavo e eu ganhamos entre todos os projetos enviados, que viemos a saber que passavam de mil projetos de todo o Brasil. Nós ganhamos  o  1º lugar nacional e o 1º lugar na região sudeste na categoria. E entre os finalistas foi sorteado um carro zero kilometro e nós ganhamos também.

Entre Danielle e Gustavo foi achada mais habilidade para criar e decorar do que em todos profissionais da nação brasileira. Entre eles tinha arquitetos com renome internacional com projetos no Japão, Estados Unidos e até professores de faculdade, mas Deus fez o que homem nenhum pode: fez com que o meu trabalho achasse graça diante daqueles jurados.  O pessoal da Deca disse depois: “Essa categoria é a mais concorrida e aquela que tinha mais números de inscritos. Vocês bancaram muita gente bacana do mercado.”

Glória a Deus por isso! Nós temos um Deus que é toda a diferença para nós. A presença de Deus é tudo que precisamos. Ele é Deus de fidelidade. Um Pai que quer cuidar de nós. Temos isso disponível em todo momento, em toda as áreas da nossa vida.

Mais adiante no capítulo 6 de Daniel, versículo 25, o rei Dario disse: “Em todo domínio do meu reino, os homens tremam e temam perante o Deus de Daniel, porque ele é o Deus vivo e que permanece para sempre; o seu reino não será destruído, e o seu domínio não terá fim. Ele livra, e salva, e faz sinais e maravilhas no céu e na terra; foi ele quem livrou a Daniel do poder dos leões”.

E eu acrescento: o Deus de Danielle e Gustavo é Deus de fidelidade. Deus vivo que me deu toda instrução de como deveria fazer. Ele é Deus de toda habilidade, de toda sabedoria, de toda criação.

Louvado seja Deus e engrandecido seja o Senhor Jesus que me deu a pessoa do Espírito Santo que me conduz à vitória conquistada pelo sangue de Jesus na cruz do calvário, porque o meu Deus é vitorioso, Ele venceu a morte,  venceu tudo por mim.

Eu recebo a herança de ser vitoriosa em todas as áreas da minha vida. Jesus é a minha vitória. Nós temos essa vida disponível em todo momento:

“E a vida se manifestou, e nós a temos visto, e dela damos testemunho, e vo-la  anunciamos, a vida eterna, a qual estava com o PAI  e nos foi manifesta” –(1 João 1:2).

Danielle Bellini


Danielle e Luis Gustavo Bellini

É com grande prazer que venho escrever para vocês das maravilhas que o Senhor Jesus tem feito na minha vida e na vida da minha família.

Meu nome é Danielle Bellini, moro em Belo Horizonte, e tenho um esposo que o Senhor Jesus me deu: Luis Gustavo. Nós recebemos um maravilhoso presente do Pai chamado Ana Gabriella (enviada de Deus). Temos aprendido na escola do Espírito Santo como cuidar e educar a nossa querida filha Ana.

Primeiro quero contar para vocês um pouquinho da minha vida, como foi o nosso casamento. Quando eu tinha uns 23 anos, estava no meu quarto buscando a Deus, passando tempo sozinha na presença desse Deus maravilhoso, pois só a presença dEle, a vida dEle, o amor dEle podem saciar o nosso coração (Assim como a corça anseia pelas águas assim por ti suspira a minha alma Senhor Deus meu, refúgio, meu baluarte, minha fortaleza meu esconderijo) . Nesses momentos sozinha com Deus, comecei a ler sobre a passagem de Abraão (Gênesis 24) e entendi que Ele não queria que Isaque casasse com as mulheres daqueles povos. Ele queria que ela fosse da parentela dele, então ele enviou o servo Eliezer para buscar a moça que seria a esposa do filho de Abraão, Isaque.

Quando eu li esta passagem, o Espírito Santo falou comigo que, da mesma forma, Ele poderia escolher um esposo maravilhoso para mim, então eu recebi a Palavra e comecei a agradecer a Deus pelo marido que Ele me daria. Depois de pouco tempo, eu conheci o meu marido Luis Gustavo. Quando começamos a nos conhecer, fiquei impressionada com tudo o que Deus havia feito, porque eu não o conhecia e ele também não me conhecia e, à medida que íamos nos conhecendo, eu me apaixonava mais por ele. Deus tinha feito tudo e os detalhes foram o que mais me impressionaram. Profissionalmente realizávamos as mesmas atividades. Na época, eu pintava quadros e quando eu cheguei à casa dele o quarto dele era igual ao meu. Havia uma prancheta de desenho e o quarto era todo pintado, colorido, porque ele gostava de fazer as pinturas abstratas iguais as que eu pintava. Então, eu quero dizer para todos vocês que esse nosso Deus é um Pai que cuida de nós e fiel é a sua promessa, a sua Palavra é digna de toda aceitação. Deus me deu um esposo fiel, amoroso, um pai bondoso. Eu não conseguiria achar ou buscar uma perfeição tão grande como Deus fez para mim ao me dar um marido temente a Ele (Aleluia! Obrigada, Jesus). Hoje temos 7 anos de casados e a condição de Deus para as nossas vidas permanece. Gustavo é um esposo prudente e eu sou para ele uma ajudadora idônea, que lhe faz o bem todos os dias.

O meu Deus é um Pai cuidadoso que realizou os desejos mais íntimos do meu ser, um Pai que realmente cuida de nós e Ele não faz acepção de pessoas. Para você que espera em Deus, eu posso dizer categoricamente, que vale muito a pena esperar a escolha de Deus. Ela é perfeita, boa e agradável. (“Os seus caminhos são caminhos deliciosos e todas as suas veredas, paz” Provérbios 3:17)